Buenos Aires – onde ir, o que fazer

Resumo do Post

A cidade mais europeia da América Latina, é para mim, um destino muito especial. Quando meus avós vieram do Líbano para viver no Brasil, um irmão do meu avô, foi para a Argentina e se estabeleceu por lá. Durante a minha infância fui varias vezes a Buenos Aires e tenho lembranças incríveis de lanches e visitas com os primos argentinos, como toda família os chamava.

Comida farta, muita gente ao redor da mesa, aquele sotaque porteño, todos falando ao mesmo tempo, e como eles tinham uma loja de tecidos, sempre voltava para o Brasil como uma manta e um tecido para um vestido.

Voltando a cidade, eu me encantei com Buenos Aires desde a primeira vez que estive por lá, acho que justamente por todo a influência e estilo europeu. Caminhar na rua e ver prédios, igrejas parques, jardins e a mistura de Art Déco, Art Nouveau, Neoclássico, e Neogótico, sem dúvida é meu passeio preferido!

O objetivo deste post é percorrer Buenos Aires explorando as principais atrações turísticas em cada bairro. Vem viajar comigo por esta linda cidade.

Informações Gerais e Curiosidades

– Documentos: A facilidade para os Brasileiros entrarem na Argentina, é que não é necessário ter o passaporte. É possível entrar com a carteira de identidade. Mas fique atento porque o RG precisa ter menos de 10 anos de validade. Sempre busque o site oficial.

– Um país relativamente barato: O câmbio tem favorecido o real frente ao peso, então em geral, o país é barato para os Brasileiros para se hospedagem, alimentação e passeios (jan2023)

– Quando ir: as estações do ano em Buenos Aires são bem definidas. Inverno muito frio, e verão muito quente. Claro que vai depender do seu gosto! Minha 1a vez em Buenos Aires foi em Julho no auge do inverno, e me lembro que eu amei, porque as temperaturas baixas não chegavam nem perto das daqui do Brasil, então me senti em um outro continente. Por outro lado, ir no verão tem suas vantagens, mala leve, roupas leves, muito sol. Enfim, cada estação com os seus benefícios.

Carnes Argentinas: A Argentina é reconhecida mundialmente por ter uma das melhores qualidades em seu corte de carne. E a curiosidade aqui é que parece que o grande segredo para ter uma das melhores carnes bovinas do mundo está na qualidade do pasto.

Um das explicações que eu li, é que a Argentina possui solo plano, clima, o pasto possui leguminosas que são ricas em proteínas e pastagem em abundância, tudo isso que faz com que o boi não tenha que fazer muito esforço para se alimentar. Sem precisar gastar muita energia, o boi acaba não precisando criar muitos músculos e acredita-se que este boi produz carnes macias. Faz sentido ne? o que eu sei é que as carnes argentinas são mesmo maravilhosas.

Tango: Dramático, expressivo, emocional, o tango se tornou o grande símbolo cultural da Argentina. Ir a Buenos Aires e não assistir um show de tango, é como ir a Roma e não ver o Papa. (e só para lembrar o Papa Francisco é Argentino!). A coreografia é complexa e sempre me hipinotizou. Sou muito fã!

Parece que o Tango teve origem no final do século XIX, em Buenos Aires, na Argentina, e em Montevidéu, no Uruguai. Já na década de 20, cantores como Carlos Gardel entre outros levaram o Tango a uma projeção internacional. Acordeon, violão, violino embalam uma coreografia dramática e cheia de paixão.

Desde 2009, o tango foi declarado como patrimônio Imaterial e oral da Humanidade pela UNESCO. Não deixe de reservar uma noite na sua viagem a Buenos Aires para ver um show de tango. São infinitas possibilidades que a cidade oferece.

Palermo

Nos últimos anos, este é o bairro que tem estado na moda em Buenos Aires. Talvez seja também o bairro completo, áreas verdes, residenciais, agito, hotéis boutiques, tem um pouquinho de tudo no grande bairro de Palermo. Para começar é importante entender que o bairro é dividido entre várias sub regiões. Ai vão algumas:

Palermo Soho – a referência do nome é a do bairro em New York. Aqui o visitante vai encontrar um bairro moderno, vibrante, com muitos restaurantes, hotéis boutique, galerias de arte, cafeterias charmosas, mesinhas na calçada, e muito agito de dia e de noite. Como referência veja a Plaza Serrano.

O melhor aqui é andar sem pressa, e se perder pelas ruas de Palermo Soho

Palermo Hollywood: aqui a referência também é americana, que vem de Los Angeles. O nome se refere a muitas produtoras de TV, cinema, audiovisual que se instalaram durante os anos nesta região. Mas o visitante também encontra muitos restaurantes, bares, pubs e uma vida noturna bem jovem e animada.

 Palermo Chico: Nesta sub região de Palermo você vai encontrar mansões, casas belíssima, embaixadas, (a região é bem próxima do bairro da Recoleta). Em outras palavras é a parte luxuosa do bairro, e de Buenos Aires.

Palermo Botânico: Esta é uma região que eu adoro, os jardins nos parques, a área verde, o rosedal, o jardim japonês, bosques. Por aqui você encontra muitos passeios gratuitos.

La Cabrera Restaurante:

Este restaurante super tradicional fica em Palermo, e foi uma das melhores experiências gastronômicas nesta viagem de Janeiro de 2023. O ambiente é muito pitoresco, a comida é divina, os vinhos são maravilhosos.

Mas fique atento que é preciso reservar, especialmente para o jantar, sempre há filas enormes.

Tigre: Navegação pelo Rio Sarmiento

Um dia navegando pelos canais

Este é um passeio de praticamente o dia inteiro. Saimos de Puerto Madero, e navegamos por em torno de 1hora e meia pelos canais do Rio Sarmiento. O barco é bem confortável, e pelo caminho, vamos conhecendo a historia de Tigre onde ficam estes canais. É bastante pitoresco.

Paramos para almoçar e passar o dia em um lugar muito agradável que se chama Kanoo. É possível andar de caiaque também. Foi muito bom!

Retiro

Palácio Paz

Eu queria muito conhecer o Palácio Paz que é considerado talvez a residência privada mais luxuosa que Buenos Aires conheceu.

O jornalista e politico argentino, José Camilo Paz, que fundou o jornal La Prensa, construiu um imponente palácio como sua residência e de sua família a um arquiteto frances.

Fizemos a visita guiada e foi absolutamente magnifico. Infelizmente José Camilo faleceu antes do palacete ficar pronto, Eu fui na visita guiada em um sabado, então sempre busque o site para ver os horarios.

Endereço: Avenida Santa. Fe 760, 

Centro

Calle Florida – A rua mais turística e famosa da cidade

Não tem como ir a Buenos e não dar pelo menos uma passadinha na Calle Florida. Trata-se de uma rua exclusiva para pedestres, e um grande centro comercial onde você vai achar de tudo, eletrônicos, roupas, casacos, calçados, couro, assessórios, souvenirs, doces, e muito mais.

 Esta rua recebeu o nome de Florida em 1821 em homenagem à batalha do Auto Peru. O movimento é frenético o dia todo, então ponha um tênis bem confortável e vá bater perna para conhecer a Calle Florida.

Confiteria La Ideal

Depois de ficar fechada para reforma por muitos anos (desde 2017) reabriu recentemente a belíssima Confiteria El Ideal bem no centro de Buenos Aires a poucos metros da Avenida 9 de Júlio, na altura do Obelisco.

A confeitaria é de 1912 e trata-se de um marco emblemático em Buenos Aires. A arquitetura é francesa, os vitrais centrais são magníficos, e história conta que no início eles serviam o chá inglês com toda a tradição. Nós almoçamos por lá e foi absolutamente uma experiência. Super recomendo.

Endereço: Suipacha 384, C1008AAF

Galerías Pacífico

A segunda parada obrigatória, é a Galerías Pacífico, um prédio lindíssimo que em 1989 foi declarado monumento histórico nacional, e em 1991 foi reaberto como Galerías Pacífico. A arquitetura Beaux-Arts inspirada em galerias europeias do final do século XIX.

O que mais me impacta é a cúpula gigante e magnífica com pinturas que parecem afrescos. Mas todo o centro comercial é lindíssimo, com lojas elegantes, e restaurantes. Sem dúvida, vale pelo menos tomar um sorvete por lá.

Endereço: Avenida Córdoba 550

Avenida Corrientes – A Avenida que nunca dorme

Entre as décadas de 30 e 50 Buenos Aires viveu a verdadeira época de ouro do Tango na cidade. E a Avenida Corrientes era onde tudo acontecia. Me lembro das minhas viagens na época de adolescência, e minha lembrança desta região era da vida noturna super agitada, cinemas, teatros, espetáculos musicais, livrarias, grandes letreiros luminosos, e cafés. Em outras palavras a Avenida Corrientes representa bem a boemia porteña de Buenos Aires e um verdadeiro eixo cultural na cidade.

Parece que é uma tradição dos porteños, Teatro & Pizza na Corrientes

Obelisco

Entre uma das avenidas mais largas do mundo que é a Avenida 9 de Júlio, com a Corrientes está o emblemático Obelisco de Buenos Aires. A obra é de 1936 em comemoração ao quarto centenário da cidade de Buenos Aires. A área é bem central, e geralmente é utilizada em manifestações da cidade.

Na minha última vez na cidade fui caminhando até a praça onde fica o Obelisco. Mas se você não tiver tempo, com certeza, você passará de carro várias vezes por ele, pois é um lugar realmente muito central.

Teatro Colón

Em uma das minhas viagens a Buenos Aires, consegui fazer a visita guiada ao belíssimo Teatro Colón, a principal casa de Ópera da cidade. Foi absolutamente imperdível poder circular nos salões do Teatro, e no final ainda paramos para um café em um pequena cafeteria dentro do Teatro. O auditório é em forma de ferradura, e possui mais de 2 mil lugares.

O teatro é de 1908, e a ópera de inauguração na época foi Aída de Giuseppe Verdi. Nomes como Maria Callas, e Luciano Pavarotti se apresentaram no Teatro Colón que é considerado um referência mundial e que possui distribuição perfeita de som. Acusticamente, o teatro é considerado um dos 5 melhores do mundo.

As visitas guiadas acontecem diariamente das 11:00 às 16:45, a cada 15 minutos. Mas é sempre bom olhar o site www.teatrocolon.org.ar para checar se houve alguma mudança. E geralmente o tour cobre Foyer, Galeria Bustos, Salón Dorado e Salão Principal.

Endereço: Cerrito, 628

El Ateneo Grand Splendid

Partindo do Teatro de carro, minha sugestão é fazer uma parada na imperdível livraria El Ateneo. São mais ou menos 5 minutos de carro, e um pouquinho mais longe a pé. Apesar da livraria ficar no bairro da Recoleta, eu acabei visitando na minha saida do Teatro, porque achei que era um caminho bem perto.

O grande charme desta livraria é que ela ocupa o que já foi um dia o belíssimo Teatro Grand Splendid. E pelo que eu li, Carlos Gardel já se apresentou por lá.

Fiquei encantada, ao andar pelas galerias, e ver infinitas prateleira de livros, e ainda tomar um café no palco que já foi o teatro. Imperdível e Maravilhoso este lugar!

Endereço: Avenida Santa. Fe 1860, C1123 Buenos Aires (fique atento porque existem 2 livrarias, parece que uma delas fica na Calle Florida, porém a livraria pitoresca que ocupava o teatro, fica na Avenida Santa Fé.)

Casa Rosada

Eu sempre morri de curiosidade para conhecer a Casa Rosada por dentro, mas nunca consegui fazer a visita guiada. Ela é a sede da presidência da Argentina e patrimônio histórico nacional desde 1942.

É um ponto de parada obrigatório dos visitantes mesmo que seja somente para observá-la por fora. E a dica aqui é combinar Casa Rosada, Plaza de Mayo que é em frente, o Palácio do Congresso e a Catedral Metropolitana

O local que hoje é a Casa Rosada passou por diversas tipos de edificações ao longo dos séculos. Nos anos 1800 o presidente Bartolomé Mitre levou seus ministros, reformou a residência onde ficava o forte para a casa do governo. Mas foi o presidente Sarmiento que resolveu construir jardins, e pintá-la as fachadas da casa de Rosa, e desde este momento, a cor Rosa acabou virando tradição.

Visita Guiadas Sábados, domingos e feriados de 10 a 18 horas. Entrada Gratuita visitas.casarosada.gob.ar (é sempre importante visitar o site pois as informações mudam continuamente – Jan/2023)

Catedral Metropolitana

A belíssima e imponente Catedral Metropolitana é a principal sede da Igreja Católica na Argentina. É nela que fica o túmulo de José San Martin e é considerado um monumento histórico nacional. Na minha opinião, é uma parada obrigatória, com muita beleza e muita história. São 5 naves, 14 pinturas que representam a Via Crucis e 41 metros de altura até a cúpula.

A catedral sempre esteve em todos os tours que participei nas viagens a Buenos Aires, mas desde que Jorge Bergoglio se tornou o Papa Francisco, a catedral ganhou uma atração extra, lá funciona o museu de honra ao Papa Francisco. Ele foi o Arcebispo de Buenos Aires e era o responsável por conduzir a Arquidiocese.

Endereço: San Martín 27, Buenos Aires

Plaza de Mayo

Se existe um lugar emblemático em Buenos Aires, este lugar é a Plaza de Mayo, a principal praça no centro da cidade. Ela sempre foi o centro da vida política desde o tempo colonial até os dias atuais. A praça representa a Revolução de Maio de 1810 quando se iniciou o processo de independência das colônias da região na América do Sul.

A Plaza de Mayo também foi onde nasceu o movimento político, o Peronismo. Em outubro de 1945 milhares de argentinos se reuniram na Praça em frente a Casa Rosa para pedir a libertação de Juan Domingo Perón.

Um outro movimento que ficou muito famoso na Plaza de Mayo foi o das mães de filhos desaparecidos durante a ditadura militar que ficou no poder de 1976 a 1983. Elas se reuniam todas as tardes de quinta feira para se manifestar e pedir esclarecimento sobre seus filhos.

Elas usavam lenços brancos na cabeça que simbolizavam as fraldas de seus filhos e seguiam se manifestando em busca de informações de suas famílias.

Puerto Madero

Complexo Gastronômico

Talvez este seja o bairro mais recente e moderno da cidade de Buenos Aires. Geograficamente, Puerto Madero fica atrás da Casa Rosa, em direção ao antigo porto. O bairro é um complexo de restaurantes, hotéis, prédios de escritórios e apartamentos. Tudo isso foi construído nos locais ondem estavam os antigos armazéns. Foi da década de 90, que esta área foi toda revitalizada e hoje podemos encontrar um grande calçadão, mesas ao ar livre e muita animação.

Puerto Madero é uma área super agradável para caminhar tanto durante o dia quando a noite. Talvez quando cai o dia, e os visitantes começam a buscar restaurantes para jantar, é quando tudo fica mais animado, iluminado e cheia de turistas.

Este é um bom lugar para experimentar os famosos cortes de carne argentina. Tem ótimos restaurantes. E não deixe de observar as esculturas pelas ruas. São várias, em homenagem ao Tango, Juan Manuel Fangio campeão de automobilismo.

Puente de la Mujer

Existem muitas pontes de pedestres em Puerto Madero que vão ligando os diques no antigo porto. A mais famosa é a Puente de la Mujer que foi projetada pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava, o mesmo que projetou o nosso Museu do Amanhã que fica no Rio de Janeiro.

Esta ponte representa a modernidade da arquitetura em Buenos Aires. Esta obra de engenharia tem um dos maiores mecanismos de giro do mundo, que é aberta para que as embarcações naveguem pelo Puerto Madero. Parece que a ponte foi construída na Espanha e doada a cidade.

Quando você passar por Puerto Madero, observe com atenção a Puente de la Mujer, o desenho é bem único, é como se fosse a imagem de um casal que dança tango. Bem interessante e pitoresco.

Madero Tango

Reserve pelo menos uma noite para ver um show de Tango em Buenos Aires. Geralmente as casas de tango oferecem o pacote com o jantar. Mas tem opções também que você pode só ver o Show. São passeios bem turísticos, mas ir a Buenos Aires e não ver um show de tango, é como ir a Roma e não ver o Papa.

São diversos tipos de shows, alguns mais tradicionais, alguns mais arrojados. Eu gostei do Madero Tango, o espaço é grande, o jantar foi ok, (não espere um jantar como nos melhores restaurantes de Puerto Madero) e o show é bem grandioso.

Opinião é bem particular, mas se você tiver oportunidade, e tempo, você pode ir a um show tradicional e um 2o mais moderno.

Endereço: Avenida Alicia Moreau de Justo, Av. Brasil 2150 y, C1107AFP Buenos Aires, 

Cassino Puerto Madero

A história do Cassino de Puerto Madero em Buenos Aires me lembra a historia do Cassino do Hard Rock em  Seminole Hollywood, na Florida. Nestes 2 lugares, o jogo é proibido por lei, porém os empresários tiveram idéias para não ser incluído nesta lei de proibição.

No caso da Florida, o cassino fica em terra indígenas que não são submetida as leis americanas. No caso argentino, o Cassino Puerto Madero fica fora do solo portenho. Na verdade, a alternativa foi instalar o cassino em um navio ancorado no porto, mas na agua, e portanto fora do solo.

Enfim, se você gosta de um jogo em um cassino, ele está lá, bem fácil de acessar. Eu nunca entrei, porque cassino definitivamente não é minha praia, mas queria compartilhar aqui.

Endereço: Av. Elvira Rawson de Dellepiane s/n, C1107

Costanera Sur – Reserva Ecológica

Este é um lugar que ainda não conheci, mas estou me programando para a próxima vez em Buenos Aires. Vi fotos lindas deste parque é mais encondidinho em Puerto Madero.

Parece que a vista para o Rio da Prata é bem bonita, e a reserva envolve em torno de 350 hectares de muita mata nativa, lagos, mirantes e trilhas para uma boa caminhada.

Puerto Cristal Restaurante

Um restaurante no coração de Puerto Madero, bem próximo a Puente de la Mujer. As carnes são divinas. E no almoço existe a opção de pedir entrada, prato principal e sobremesa. Super qualidade, ambiente lindo. Foi uma ótima opção.

La Boca

Caminito

A primeira coisa que me vem a cabeça quando eu penso no pitoresco Caminito que talvez seja a rua mais colorida de Buenos Aires. É o tango que Carlos Gardel cantava e que leva o nome de Caminito. (a música foi composta por Juan de Dios Filiberto

Desde que se fue
Nunca más volvió
Seguiré sus pasos
Caminito adios

O lugar está sempre lotado de turistas, filas gigantes para tirar fotos nos lugares mais emblemáticos, mas não ir ao Caminito pelo menos uma vez, é não poder sentir um pouquinho do bairro tradicional onde chegavam os estrangeiros principalmente italianos e espanhóis para trabalharem. O local é bem perto do porto.

As casas são todas coloridas, e a história conta que as residências destes imigrantes utilizavam as tintas que sobravam dos navios para pintar suas casas. Eu particularmente adoro ir a Caminito, já fui mais de uma vez, e o movimento dos turistas, as casas coloridas, os artistas de ruas, os restaurantes, tudo isso deixa um clima bem único nesta área de Buenos Aires.

La Bombonera

O estádio do Boca Juniors conhecido por todos como La Bombonera é a segunda grande atração do bairro de La Boca. Mesmo que você não seja um super amante de futebol, é bacana visitar o estádio mais popular da Argentina.  

Foram os imigrantes italianos, em sua maioria de Genoveses que criaram dois clubes de futebol em Buenos Aires: Boca Juniors e River Plate. O Boca Juniors acabou sendo mais caracterizado como o clube dos operários, e o River Plate ficou conhecido por representar a elite portenha. O River Plate posteriormente se mudou para outra área Belgrano.

Achei a experiência de visitar o La Bombonera bem bacana, mas a dica é chegue cedo, porque o lugar é lotado.

Endereço: Brandsen 805, C1161 Buenos Aires O Caminito fica cerca de 400 metros de La Bombonera

Almoçar, Comprar Souvenirs, e ver a Arte de Rua no Caminito

O ideal é ficar pelo menos uma manhã inteira em La Boca, porque além do Caminito e da Bombonera, é bacana almoçar por lá, comprar algumas lembrancinhas e observar com calma a arte de rua que tem no bairro.

Recoleta

Caminhar pelo bairro da Recoleta

O bairro mais aristocrático, mais europeu, mais clássico de Buenos Aires. Desde a 1a vez que estive na Recoleta fiquei absolutamente encantada. Os palecetes, sedes de embaixadas, galerias de artes, grifes internacionais, tudo sempre foi muito elegante no bairro. No final do século XIX muitas famílias construíram na Recoleta mansões em estilo francês.

Eu gosto muito de explorar o bairro a pé para ver toda a beleza da arquitetura, e como referência busque as calles Alvear, Posadas, e Guido aí é andar sem pressa e se perder pelas ruas.

Cemitério da Recoleta

A 1a pergunta aqui poderia ser… mas incluir um cemitério na visita a Buenos Aires? Mas e se eu te disser que é um dos cemitérios mais visitados do mundo.

Na verdade o Cemitério da Recoleta ganhou toda esta projeção principalmente por causa das lápides e da ostentação dos túmulos no início do século XIX, quando a Argentina vivia um momento muito próspero em sua economia. E assim varias personalidades, artistas foram sendo sepultadas por lá. Talvez a mais famosa é Eva Peron, que foi primeira dama da Argentina e faleceu em 1952.

Na atualidade pouquíssimos enterros são feitos no Cemitério da Recoleta pelo pouco espaço livre e pelos altos preços. acontecem poucos enterros no local devido ao pouco espaço livre..

Se você tiver um tempinho visite também a igreja dos casamentos mais elegantes e exclusivos da cidade. A Basílica Nuestra Señora Del Pilar é de 1732 e fica bem ao lado do Cemitério da Recoleta.

Endereço: Junín 1760, C1113 Buenos Aires

Museu Nacional de Belas Artes

Eu ainda não consegui visitar este museu, porém queria deixar a dica aqui para aproveitar a ida a Recoleta. Com mais de 2000 mil obras, o Museu possui o maior acervo de arte da Argentina e é um passeio pela historia e arte através de grandes nomes como Rembrandt, Renoir, Rodin Marc Chagall entre outros gênios mundiais.

Endereço: Av. del Libertador 1473, Buenos Aires

Flor Metálica – Floralis Genérica

Bem pertinho do Museu Nacional de Belas Artes, a próxima parada rende fotos bem bacanas e já se tornou um ícone em Buenos Aires. Ela representa todas as flores do mundo e foi um presente do escultor Eduardo Catalano.

Esta imponente, moderna e arrojada escultura foi feita em aço inoxidável, e possui um sistema hidráulico que faz suas pétalas abrirem e fecharem. Eu me lembro que a flor ficou um tempo sem abrir as pétalas e foi até noticiado. Espero que já esteja ok novamente. A flor metálica possui 23 metros de altura e seu peso é de 18 toneladas.

Muita gente acaba passando somente de carro, mas acho que vale caminhar até pertinho da flor.

Endereço: Avenida Presidente Figueroa Alcorta 2301, C1425 Buenos Aires

https://turismo.buenosaires.gob.ar

San Telmo

El Zanjón

No coração de San Telmo, fomos visitar um surpreendente sítio arqueológico urbano. Foi uma visita guiada que nos levou a entender o início da cidade de Buenos Aires.

Uma casa de 1830 se tornou em 1985 a entrada para a descoberta de um subsolo arqueológico. É possível visitar os túneis, ver passagens de agua, e uma arquitetura belíssima toda reconstruida. A visita guida é muito bacana.

Vale conhecer El Zanjon quando estiver andando pelas ruas de San Telmo.

Endereço: Defensa 755. San Telmo,

13 respostas

  1. Na Recoleta, o Museo de Arte Popular é muito requintado e no começo de janeiro (2023) apresentava uma interessantíssima exposição sobre ponchos, aquela manta que se veste pela cabeça para espantar o frio. Na exposição, o que se espanta são as diversas mazelas da sociedade contemporânea.
    Outro museu imperdível é o espetacular Museo de Arte Moderno de Buenos Aires- MAMBA, no Retiro, ao lado do Museo de Arte Contemporáneo – MACBA. Lindo e obrigatório.
    E como ninguém é de ferro, não perca a feirinha de artesanato da Plaza Serrano e todo o sofisticado comércio, bares e restaurantes de Palermo.

  2. Amei as dicas e orientações!! Estou super ansiosa para chegar o dia da minha viagem para Buenos Aires que será em março.
    Já conversei com muitas pessoas para pegar dicas, mas aqui foi muito perfeito !! Amei

  3. Adoro as suas viagens, então antes de fazer alguma consulto as sua dicas.
    Estou comprando passagens para o início de fevereiro. Gostaria de dicas de hospedagens em lugares que possa fazer vários passeios a pé…
    Onde hospedar-me e que hotéis?
    Obrigada!!!

  4. Uma atração que não é muito visitada è a Feira de Mataderos. É muito interessante. Em minha próxima ida a BA certamente voltarei até lá.

  5. puxa, muito obrigada! ganhei meu dia por aqui! e que vc faça uma excelente viagem! grande abraco

  6. que otimas dicas, ja guardando aqui para a proxima ida a Buenos Aires! grande abraco

  7. Muito obrigada pelas dicas e me inspirei no seu toureiro p fazer o meu. Estou em Buenos Aires agora e está super quente até mesmo a noite.

  8. muito obrigada pelo carinho e aproveite muito esta cidade linda, e nao deixe de tomar um cafe na Confiteria La Ideal, eu amei! grande beijo

Deixe um comentário

Adriana Direne

Adriana Direne

Apaixonada por viajar e trazer muitas histórias pra contar

Booking.com