California: Um Roteiro de 3 Semanas

Resumo do Post

Um roteiro de 3 semanas em julho de 2021 por cidades incríveis e grandes parques nacionais na Califórnia. Conhecemos cidades rurais, locais com menos de 2000 habitantes, percorremos estradas que alternavam desertos e florestas, vimos as sequoias mais altas do mundo, exploramos cânions que nem imaginávamos que existiam, caminhamos por lagos que pareciam cenários mágicos, sentimos um pouquinho da `vibe` do velho oeste americano, visitamos a capital da Califórnia e muito mais.

Para cada lugar que conhecemos, eu fiz um post aqui no site com detalhes de hospedagem, lugares para conhecer, e curiosidades. Então é só navegar e viajar!

Mais do que as grandes cidades, nosso objetivo nesta viagem era conhecer os parques nacionais, como Yosemite, Parque Nacional das Sequoias, King´s Canyon, e cidades como Lake Tahoe, e Mammoth Lakes. Conhecemos uma Califórnia rural que eu nem imaginava que existia. Mas combinamos também cidades que eu amo como San Diego, Carmel, Monterrey, e San Francisco beirando a Highway One. Um roteiro incrível que vou guardar para sempre na minha memória.

Roteiro:

Para cada cidade da Califórnia que conhecemos abaixo existe um post no blog com os detalhes e a experiência que vivemos durante esta viagem de 3 semanas pelos parques nacionais e cidades lindas da Califórnia. É só navegar e viajar por aqui!

Los Angeles – 2 dias

Estávamos em Miami e a cidade que oferecia o maior número de voos era Los Angeles. Então depois de 5 horas no avião e um fuso de 3 horas a menos, chegamos na terrinha do cinema. Logo no aeroporto alugamos um carro já que toda a viagem foi uma grande road trip. Em geral as estradas foram ótimas, mas como nos hospedamos em cidades bem pequenas, muitas rotas eram mão dupla. Um outro ponto de muita atenção foi a questão dos incêndios que tem acontecido de forma cada vez mais frequente no verão californiano. Em muitas estradas tivemos que fazer desvios de 2 a 3 horas para evitar locais de incêndio e onde a visibilidade era bem restrita. 

Pelos nossos cálculos em quilômetros, em 3 semanas rodamos o que corresponde a uma ida e volta de São Paulo a Fortaleza. Foi maravilhoso e ao mesmo tempo exaustivo. Em média ficamos 2 dias em cada cidade.

Nossa hospedagem em Los Angeles foi em downtown, utilizamos o metrô, mas a cidade é famosa pelas suas highways, então entramos no clima e enfrentamos muitos engarrafamentos. A terrinha do cinema conta com muitas atrações, e talvez 2 dias tenham sido pouco para conhecer tudo então tivemos que priorizar.

San Diego – 2 dias

Partimos de Los Angeles e resolvemos ir beirando o mar até San Diego. Passamos por praias lindas e cidades como Laguna Beach que se pudesse teria ficado uma semana. Que cidade charmosa. Geralmente o trajeto leva em torno de 2horas, porém como fomos parando pelas praias, o percurso ficou mais longo, mas sem dúvida muito mais bonito.

San Diego é uma cidade que eu tive uma conexão desde a 1ª vez que estive por lá. Uma `vibe´ praiana, natureza exuberante, ruas charmosas no Gaslamp Quarter, e muitas atrações turísticas. A minha preferida é a ilha Del Coronado, um lugar muito agradável no verão.

Estávamos com um carro alugado, e foi bacana porque as atrações são espalhadas pela cidade, então economizamos tempo percorrendo tudo de carro. Por outro lado, é difícil achar algum estacionamento free, a maioria tem que pagar por aplicativo.

Porterville Parque das Sequoias e King´s Canyon – 2 Dias

Esta pequena cidade foi nossa escolha como base para conhecer o Parque Nacional das Sequóias e King´s Canyon. Uma zona rural com lindas plantações ao longo da estrada e uma cidade com mais ou menos 58 mil habitantes. Escolher a hospedagem para ficar perto dos parques nacionais é uma decisão importante.

As cidades de Three Rivers e Visalia eram locais mais próximos, em torno de 50 km, porém as hospedagens são limitadas e muito concorridas então se esgotam muito rápido. Como julho é um mês de férias e alta temporada, não conseguimos hospedagem mais perto.

Além do tempo de dirigir até os parques, é importante saber que estes parques são gigantes, uma vez que você entra no parque, os pontos de interesse podem levar 1h ou 2h de distância. Os 2 parques são interligados, apesar de terem natureza completamente distintas.

No parque das sequoias, a maioria dos lugares você para no ponto do estacionamento e sai para caminhar ou pega os ônibus internos que ajudam muito, já no King´s Canyon a maior parte do tempo você está no carro, para no ponto de interesse que é sempre bem próximo do estacionamento conhece e segue viagem. Os dois parques são sensacionais e é necessário pelo menos 1 dia em cada um, apesar de que o ideal seriam 2 dias para cada parque.

Mariposa Parque de Yosemite – 2 Dias

Yosemite sempre foi um destino que quis muito conhecer, pelas fotos e relatos do parque. Mas eu realmente não tinha noção da grandiosidade e da magnitude da natureza no parque. A gente se sente um grão de areia perto dos paredões de rochas que vemos em cada parte do parque. Comparado com o parque das Sequóias achei que Yosemite tem um pouco mais de infraestrutura para almoço, e banheiros. Já a internet é coisa rara em todos eles. Então esquece do telefone porque provavelmente você só vai conseguir acessar na volta ao hotel.

A cidade que escolhemos para nossa hospedagem foi Mariposa uma pequena cidade de 2000 habitantes. A cidade, quer dizer a rua principal é uma graça e parece que voltamos no tempo estamos no velho oeste no tempo da corrida ao ouro na Califórnia.

Os hotéis são bem simples, mas também bem concorridos já que é uma cidade para quem vai visitar Yosemite. O parque também tem opções de hospedagem, mas como fomos no mês de férias de verão, foi impossível achar vagas. Muitas famílias americanas preferem levar sua casa no carro, os chamados RVs, ou motorhomes. É incrível o número de motorhomes que vemos nas estradas dentro de Yosemite e do parque das Sequoias. Em geral os parques são muito preparados para camping também.

Mammoth Lakes – 2 Dias

Este famoso destino de ski no coração da Sierra Nevada estava no nosso caminho entre Yosemite e Lake Tahoe, então resolvemos parar e descobrir esta vila super charmosa que me lembrou Whistler no Canada.

A cidade se transforma no verão, com seus lagos de águas cristalinas, florestas de pinheiros, pista de ski que viram descidas radicais de mountain bike, e muitas atividades e aventuras junto a natureza. A cidade é muito voltada para o turismo então as opções de hospedagem são muito variadas para todos os gostos e bolsos.

Além de alcançar as montanhas através das gôndolas que funcionam também no verão, os destaques desta charmosa vila ficou por conta do Earthquake Fall que é uma fenda que se abriu na terra por causa de um terremoto e que agora é um ponto turístico, e Hot Greek que são piscinas naturais de águas escaldantes azul neon, que são lindas e mortais. Mas é possível para visitar de longe. Mammoth Lakes me surpreeendeu pela tranquilidade e beleza natural. Não sei se teria coragem para voltar no alto inverno para enfrentar um frio extremo, mas amei conhecer a cidade no verão.

South Lake Tahoe – 2 Dias

Antes de tudo precisávamos entender onde ficaríamos em Lake Tahoe já que são quilômetros de natureza, e queríamos um lugar para explorar os melhores pontos. South Lake Tahoe foi nossa escolha, e não nos arrependemos, já que é ali que tudo acontece. Uma vila linda de inverno que concentra as gôndolas que partem para as montanhas, casinhas de madeira, restaurantes excelentes, ótimos hotéis e casinos.

A propósito, a questão dos casinos é uma grande curiosidade. Lake Tahoe fica localizado em 2 estados Califórnia e Nevada. No 1º os casinos são proibidos, já no 2º, a jogatina rola solta. Então mesmo que você esteja hospedada em Lake Tahoe na California, é só literalmente atravessar uma rua, e entrar no casino no outro estado. Foi muito curioso!

Em termos de hospedagem, Lake Tahoe conta com hotéis bem familiares e hotéis casinos enormes com uma grande infraestrutura.

A natureza é magnífica, e apesar de ser também um destino tradicional de inverno, o lugar é muito concorrido no verão já que o lago vira praia, e atividades de inverno viram grandes aventuras perto da natureza. Lake Tahoe foi uma das cidades mais cheias de visitantes de todas que visitamos nesta roadtrip da Califórnia. Uma mesa para almoçar, ou mesmo uma pizza no jantar foi um exercício de muita paciência.

Sacramento – 1 Dia

A capital da Califórnia estava na nossa rota entre Lake Tahoe e San Francisco. Não ficamos hospedados, mas passamos um dia por lá, e na minha opinião acho que  valeu muito a pena. A old town de Sacramento nos fez sentir um pouquinho como era a arquitetura no tempo dos pioneiros que vieram explorar a costa oeste em busca de ouro. Este é um dos principais pontos turísticos da cidade e atrai muitos viajantes.

A cidade é bem compacta e as principais atrações são bem próximas uma das outras.

 San Francisco – 3 Dias

Reservamos 3 dias para esta cidade que eu amo que é San Francisco. Ficaria 1 semana inteira, mas conseguimos aproveitar e revistar muitos lugares que já conhecia e que nunca canso de voltar. Foi minha 3ª vez na cidade e posso dizer que realmente San Francisco é amor a 1ª vista. Impossível dizer o que mais me encanta, se são as casinhas vitorianas, os bondinhos que vão subindo e descendo nas ladeiras da cidade, o movimentado Fisherman´s Wharf, ou tudo junto!

Nossa hospedagem foi no Hotel Grand Hyatt na Union Square que é bem central, e por um lado por muito legal estarmos de carro pois tivemos liberdade para ir mais longe, como atravessar a Golden Gate e ir a Sausalito e visitar o campus da universidade de Stanford. Mas em geral é possível conhecer San Francisco nos famosos bondinhos ou de transporte público.  

A cidade estava mais vazia comparado as outras duas vezes que fui, eu acho que muito em função da questão da pandemia em que muitas famílias mudaram para subúrbios buscando uma vida mais tranquila já que muitos trabalhadores continuam em homeoffice.

Carmel – 2 Dias

Nesta parte da viagem trocamos os grandes parques nacionais pela pitoresca e cênica Highway One, aquela estrada que vai beirando o oceano pacífico entre penhascos e rochas. A viagem é única e ir parando em cada praia, em cada mirante, torna a rota muito especial.

Nossa base foi Carmel, mas as cidades de Monterrey e Pacific Grove ficam a poucos minutos de distância a ponto estar em Carmel e dar um pulinho em Monterrey só para tomar o famoso sundae de chocolate na Ghirardelli.

Carmel é um destino bastante diferenciado. As ruas parecem que ficam em uma cidade de bonecas, as galerias de arte são belíssimas, as casas possuem preços inimagináveis (com o dólar a 5 reais então!), e os restaurantes são muitos charmosos e muito concorridos. Esta pequena cidade é um ponto obrigatório para quem está percorrendo a Highway One, a rota até San Francisco é linda, bem como para Los Angeles.

Um grande destaque de Carmel, foi conhecer a 17th Mile Drive, que é uma rota cênica onde você paga US$10,00, recebe um mapa com os 17 pontos de interesse para parar, e aí é só dirigir e se encantar. O local é um grande condomínio fechado com casas lindas, campos de golf debruçados para o mar, santuários marinhos, e muito mais. Um passeio surpreendente e que valeu a custo da entrada.

Santa Monica Los Angeles – 1 Dia

Era nosso último dia de viagem, e terminamos coincidentemente onde termina também a famosa Route 66, no Pier de Santa Mônica. Nosso voo partia cedo de Los Angeles, e resolvemos nos hospedar em Santa Monica para conhecer Los Angeles por uma outra perspectiva. Foi ótimo para andar na praia sem pressa, observar as casinhas na beira mar e experimentar restaurantes pertinho da praia.

Posts no Blog sobre cada cidade

Cada cidade que paramos nesta roadtrip tem um post no blog, contando um pouco da nossa experiência sobre lugares, curiosidades, restaurantes, hospedagens e muita mais. Então convido você a navegar e viajar por aqui!

https://www.ca.gov/

Adriana Direne

Adriana Direne

Apaixonada por viajar e trazer muitas histórias pra contar

Booking.com