Cartagena – Um roteiro de 4 dias no Caribe Colombiano

Resumo do Post

Cartagena das Índias na Colômbia caribenha sempre foi um sonho de destino para mim. Patrimônio Histórico da Humanidade pela UNESCO, com milhares de anos de história, invadida por piratas, rica em ouro e prata, colonizada pelos espanhóis, e uma inspiração de cidade que serviu de cenário para tantos livros de Gabriel Garcia Marques. Cartagena é colorida, vibrante, alegre, pitoresca, e com praias caribenhas que sempre ocuparam minha imaginação.

Quando pensava em Cartagena vinha a imagem na minha cabeça de muralhas, canhões, sobrados coloridos com varandas de madeira, ruas estreitas de pedras, sacadas floridas, mar do caribe, e as famosas palanqueiras vendendo frutas nas praças com suas roupas coloridas.

E quando conheci Cartagena em outubro de 2017, foi muito além das minhas expectativas. Me senti viajando ao passado, por aquelas ruas estreitinhas, e uma arquitetura colonial espanhola tão única. Abaixo eu conto um pouquinho sobre como foi minha experiência por lá.  

Curiosidades sobre Cartagena

Piratas do Caribe: Em função de todo o ouro, esmeralda e prata que partiam dos portos de Cartagena para a Espanha nos tempos da colonização, a região atraia muitos piratas e corsários. O pirata mais famoso de Cartagena Francis Drake era inglês e sempre recebeu respaldo da coroa britânica para invadir as colônias. Por volta dos anos 1580 o rei Felippe II mandou construir 11km de muralhas, para justamente proteger da invasão dos piratas.

Durante o nosso walking tour pelo centro histórico de Cartagena conhecemos a fachada da casa onde este famoso pirata, Sir Francis Drake, permaneceu quando ele sitiou a cidade em troca de ouro por volta do ano de 1586.

As Palanqueiras: É muito comum vê-las sentadinhas nas praças do centro histórico com suas roupas coloridas vendendo frutas tropicais, ou caminhando com bacias de frutas na cabeça. Quem resiste a comprar uma ne? A história das palanqueiras é muito tradicional em Cartagena e elas se transformaram em verdadeiros ícones na cidade.

A história vem do povoado de Palenque de São Basilio, onde no passado as palanqueiras caminhavam com as frutas na cabeça para vendê-las nas ruas de Cartagena. Elas fazem parte do cenário mágico da cidade atraindo os visitantes com frutas e fotos lindas.

A Cidade Amuralhada: Talvez os 11km de muralhas que cercam parte de Cartagena e construídos ao longo de dois séculos, sejam o maior cartão postal da cidade. É dentro das muralhas, que está a história e as principais atrações que conquistam os visitantes que vem descobrir Cartagena. Como no tempo da colonização espanhola, a cidade ficou cercada de muita prosperidade e riqueza já que eram de lá que saiam ouro e prata para a Espanha, Cartagena sempre atraiu os piratas principalmente ingleses e franceses.

A muralha e o forte com o castelo de San Felipe de Barajas foram construídos para proteger de ataques terrestres e hoje parte das muralhas são bem conservadas.

Sorte a nossa, dos visitantes que caminhamos pela cidade murada e podemos experimentar um pouco da história que passou em Cartagena. Como hospedagem, na minha opinião, este é o melhor lugar para ficar em Cartagena e ver o melhor da cidade com seus hotéis boutiques e restaurantes excelentes.

As Praias de Cartagena: Ao contrário do que muitos visitantes pensam, as praias da cidade de Cartagena não são aqueles paraísos que nos vem à cabeça quando pensamos em Caribe. As praias da cidade são relativamente comuns e não tem o azul turquesa tão esperado. Mas não desanimem. Estas praias lindas são encontradas nas ilhas do Rosário, que ficam bem próximas de Cartagena, em torno de 1hora e meia navegando naquelas lanchas bem baixinhas e muito rápidas que parecem literalmente voar. Existem passeios para todos os gostos e bolsos.

O visitante pode escolher entre um day use, hotéis em ilhas, praias selvagens, ou areias lotadas, em uma das 27 ilhas do arquipélago. No meu caso, eu fechei os passeios no próprio hotel. Mas é por o pé para fora do hotel, e uma avalanche de vendedores te aborda para oferecer passeios diários as ilhas do Rosários. É importante saber e entender o que você está comprando para não criar expectativa errada.

Calor Úmido: Cartagena foi um dos lugares que mais senti calor na vida, e olha que sou carioca e estou mais do que acostumada com o calor úmido do Rio de Janeiro. Mas nunca vi nada igual a Cartagena. Estivemos na cidade em outubro, e notei que depois do almoço, no começo da tarde, as ruas da cidade amuralhadas ficavam mais vazias. Coincidência ou não, a sensação é de um calor sufocante, e uma vontade de tomar 10 banhos por dia para refrescar. O clima é tropical o ano todo, então prepare-se para o calor com roupas muito leves e garrafas de água para todos os passeios.

Como informação adicional, entre maio e novembro Cartagena tem a temporada de chuvas, mas o ano inteiro a média de temperatura é acima de 30 graus. Mas posso garantir que apesar do calorão que as vezes deixa a gente um pouco devagar, valeu cada dia que passei em Cartagena. Foi um sonho conhecer!

Gabriel Garcia Marquez: O prêmio nobel de literatura, e conhecido em sua terra natal como Gabo levou milhares de leitores a conhecer Cartagena pelos seus livros. Um deles, que é passado na cidade, Amor nos tempos de cólera, eu li recentemente e viajei novamente a Cartagena. T

rata-se de uma história de amor, e ao mesmo tempo uma vida inteira de separação. Cartagena serviu como inspiração para Gabo por tantos anos que ele viveu na cidade, e com certeza é uma inspiração também para todos os visitantes que escolhem Cartagena para conhecer.

Vendedores Ambulantes: Se existe um ponto negativo em andar pelo centro histórico lindíssimo de Cartagena é a abordagem constante e insistente de vendedores que querem empurrar alguma coisa aos turistas. Então seja direto e firme com um `No, Gracias` e siga em frente. Por outro lado, como Cartagena é uma cidade super turística e muitos colombianos vivem destas vendas a gente acaba entendendo que o movimento turístico é uma das atividades econômicas mais significativas da cidade. Passei por uma situação curiosa em relação aos vendedores.

Eu estava em um walking tour, com um grupo de visitantes, e me ofereceram um cordão azul muito bonito, que me interessei. Só que eu queria vermelho e perguntei se o vendedor tinha aquela versão em vermelho. Ele não tinha, e eu segui a caminhada pelas ruas estreitas. Para minha surpresa, meia hora depois e algumas ruas a frente, o vendedor me achou com a versão vermelha. Claro que eu comprei! Ficamos felizes, eu e o vendedor.

Rotas para chegar:

Cartagena

Voamos de São Paulo até Bogotá e a duração da viagem foi em torno de 6 horas e depois de uma parada rápida, seguimos para Cartagena. O voo leva em torno de 1 hora e meia. Foi um trajeto bem tranquilo.

Quantos dias ficar em Cartagena:

Cartagena

Nossa viagem foi de 4 dias e dividimos em 2 partes. 2 dias para conhecer a cidade de Cartagena, a cidade amuralhada e o bairro mais novo de  Bocagrande, e 2 dias para conhecer as praias do Caribe Colombiano, com as ilhas do Rosário. Acho que foi um tempo adequado para este destino. Muitos viajantes combinam Cartagena com San Andres também.

Lugares para conhecer e dicas de onde ir:

Café Del Mar: Este foi um dos lugares mais recomendados para ver o pôr do sol em Cartagena. Então logo no 1º dia, foi nossa parada para o happy hour. O bar é todo aberto com uma música lounge, bem na beira das muralhas e debruçado para o mar. Repetimos no dia seguinte porque a vibe da Casa del Mar é realmente diferenciada. Um local super agradável que é o queridinho dos visitantes e turistas e na minha opinião realmente imperdível.

Puerta del Reloj: Este é o principal portal para entrar na cidade amuralhada e fica no coração do centro histórico. E de lá que saem também os ônibus hopon/off que circulam a cidade pelos principais pontos turísticos. Este portal fica entre duas importantes praças de Cartagena: Plaza de Independência e Plaza de los Coches. Em Cartagena todo o centro histórico pode ser percorrido a pé, então as praças, as ruas estreitas, todas são `walking distance`. É muito fácil circular pelo centro histórico cercado pelas muralhas. Mas o bom mesmo é ser perder pelas ruas, sem rumo, e ir descobrindo cada casa colonial, cada sacada florida, cada igreja e cada cantinho deste lugar tão incrível.

Portal de los Dulces: Quase em frente a Puerta del Reloj existe um local que concentra a venda de doces e comidas típicas de Cartagena. É uma mistura de lojas, vendedores ambulantes e palanqueiras.

Castelo San Felipe de Barajas: Conhecemos esta impressionante construção em uma das paradas do ônibus hopon/off que pegamos para visitar Cartagena. E aconteceu uma coisa interessante que não vou esquecer. Logo que saímos do ônibus vários vendedores de água se aproximaram, nós seguimos em frente, mas um deles nos disse. Comprem a água, vocês vão precisar! Estava um calor sufocante, era em torno de meio dia.

Na dúvida, resolvemos comprar e realmente era impossível subir o castelo e andar pelos túneis sem água. Na foto, é possível ver que eu estou completamente suada, mas com a garrafa de água na mão. Sobrevivência!

O castelo é um dos principais pontos turísticos de Cartagena, um verdadeiro símbolo da cidade. É imponente, grandioso, e super vale a visita. Trata-se uma grandiosa obra militar espanhola na América e servia como um importante local de defesa na época colonial. Foi muito bacana conhecer.

Museu do Ouro: Trata-se de um museu bem pequeno e compacto no coração da cidade amuralhada em Cartagena. Eu não conheço o de Bogotá, mas sempre ouço comparações que o de Cartagena é menor, porém impressiona pelas peças de ouro pré-colombiana. No final da visita existe uma lojinha com peças linda para quem gosta de jóias! A entrada do museu é gratuita.

Gertrudes de Botero: Minha viagem a Cartagena foi muito antes de toda esta loucura da pandemia mudar o mundo. Na época que fui, o legal era tocar nesta famosa escultura do artista colombiano Fernando Botero que fica na Praça de Santo Domingo porque a lenda dizia que o visitante que toca na escultura terá sorte no amor.

Mas hoje os tempos são outros, então provavelmente será mais seguro só observar mesmo e se encantar com a famosa `Gorda Gertrudis` que também fica no coração da cidade amuralhada.

A escultura foi uma doação de Botero no ano de 2000, ela pesa 650 quilos e é a queridinha dos visitantes que não deixam de visitá-la quando passam pela cidade.

Las Bóvedas: Parada para uma comprinha? Este é o lugar para se encantar com produtos típicos e artesanatos de Cartagena. Trata-se de uma série de pequenas lojas que ficam em um prédio amarelo icônico chamado Las Bóvedas em forma de arcos e que funcionava como uma prisão no século XIX. Mesmo que a sua intenção não seja comprar, vale a pena dar uma passada em Las Bóvedas e passear por lá.

Convento de Santa Cruz de la Popa: A indicação que havia recebido para visitar o Convento era de tomar um táxi e pedir para o motorista aguardar a visita já que não era muito fácil conseguir um transporte de volta. E foi exatamente isso que fizemos. O Convento fica no ponto mais alto da cidade, a vista é magnífica a e o local tem muita história para contar já que a construção é de 1607.

Plaza San Pedro Claver: O que me conquistou nesta praça foram as inúmeras esculturas feitas de sucata, são alegres, tem movimento e estão em sintonia com um local agradável, bem conservado e cercado de vários restaurantes. Ao cair da tarde, o local tem um movimento frenético de turistas que lotam os restaurantes ou vão lá só mesmo para conhecer e caminhar.

Plaza de Bolívar: Um lugar para visitar em Cartagena. Uma pequena praça com muitas árvores, bancos para sentar e descansar um pouquinho depois de tanto bater perna em Cartagena. Ao centro fica a estátua de Bolívar que é considerado um herói, revolucionário e libertador que lutou pela independência da Colômbia e outros países latinos. Esta praça é um charme e fica também no coração do centro histórico e cercada de vários sobrados coloniais cheios de flores em suas sacadas.

Plaza la Aduana: Esta é a maior praça do centro histórico de Cartagena, e fica próximo ao principal portal da cidade, (puerta del reloj). Caminhamos muito por lá, pois era exatamente na frente do nosso hotel Sophia Real. A praça é cheia de significados já que na época da colonização funcionava com uma praça de armas e mais tarde recebeu escritórios de administração das colônias. A praça tem uma arquitetura bem característica da época colonial espanhola.

Palácio da Inquisição: Ainda na praça Bolívar fica o museu palácio da inquisição. Trata-se de um período triste na história de Cartagena, no período da colonização espanhola. A cidade foi sede do tribunal do Santo Ofício que assim como na Espanha tinha como objetivo investigar pessoas que contrariavam, ou não praticavam ou questionavam o catolicismo. Foi um período das trevas que torturou pessoas alegando bruxaria, e heresia.

O museu apresenta salas e objetos de tortura e confesso que preferi passar este museu e seguir adiante. Eu não conheci, mas queria deixar registrado que fica exatamente na praça Bolívar.

Catedral de Cartagena: Uma igreja belíssima e que vemos suas torres de quase todos os ângulos de Cartagena, ela se destaca na arquitetura. É chamada também de Santa Catalina de Alejandría, e é belíssima e muito imponente por dentro. Durante o nosso walking tour, ela estava aberta e foi possível conhecê-la por dentro. Grande destaque para o altar principal muito imponente, com clarabóias circulares, colunas com enormes arcos.

A história conta que em 1586 o famoso pirata inglês Francis Drake ocupou a cidade por 2 meses e ameaçou derrubar a catedral caso não recebesse um resgate. Ele oficialmente sitiou a cidade de Cartagena. Ele chegou a derrubar uma das estruturas da catedral com uma bala, mas finalmente Cartagena pagou Drake em ouro e prata. Fico imaginando a loucura que foi ter Cartagena tomada pelos piratas!  

Passeio de Charrete: Este não é do tipo de passeio que é uma unanimidade entre os visitantes, mas queria deixar registrado aqui, que caso seja uma opção, prefira a noite. O calor durante o dia é sufocante.

Passeios nas Ilhas do Rosário: Se você quer ver a beleza das praias do caribe colombiano, o lugar se chama ilhas do Rosário. Nós fechamos os passeios de dia inteiro no próprio hotel. Os barcos rápidos saem do Muelle de La Terminal de Cruceros e leva em média 1 hora e meia até a este mar espetacular.

Tem destinos para todos os bolsos e gostos. Nós escolhemos um day use em um hotel ilha com um almoço super típico incluído. Arroz de côco, peixe grelhado e patacones que são bananas verdes fritas. É uma delícia. Foi um dia absolutamente perfeito nas águas tranquilas do Caribe.

Lugares para Comer & Beber

Restaurante la Mulata: Esta foi uma super indicação do querido amigo Iuri. Este tradicional e reconhecido restaurante fica em uma rua meio escondida no centro histórico, é pequeno, familiar, mas super bem avaliado no Trip Advisor. Então, nós fomos lá conhecer e claro que nos encantamos com a comida tão única, e sofisticada do La Mulata. Super recomendo.

Hospedagem para escolher

Muitos viajantes ficam em dúvida sobre onde se hospedar em Cartagena. Talvez as 2 principais opções sejam o bairro mais moderno e sofisticado chamado Bocagrande ou a cidade amuralhada onde fica o centro histórico. De olhos fechados, eu escolheria sempre a cidade amuralhada pela localização e por poder vivenciar de perto a experiência de estar em um lugar tão pitoresco e único no mundo, que conta a história de colonização espanhola na América.

Os prédios são muito bem conservados, e grande parte deles viraram hotéis boutiques, lojas charmosas ou restaurantes diferenciados.

Hotel Boutique Sophia Real: Este foi um hotel muito bacana com uma excelente localização em Cartagena em frente a plaza la aduana. O que me encantou além do quarto com uma pegada rústica e moderna foi a piscina no roof top com uma vista incrível da cidade amuralhada de Cartagena. O cenário era sensacional tanto de dia quanto a noite com os principais pontos turísticos da cidade todos iluminados

Hotel Sofitel Legend Santa Clara: Sem dúvidas este foi um dos melhores hotéis que já fiquei. Além do serviço diferenciado, das lindas instalações, a cereja do bolo do hotel, é que o Sofitel Santa Clara fica dentro de um antigo convento de milhares de anos e cheio de significado. O café da manhã era tomado no meio do jardim interno do antigo convento em um grande pátio cercado de arcos que remetia muito as construções espanholas.

Mesmo sem estar hospedado no hotel é possível almoçar e jantar por lá, então vale a experiência pelo lugar único que é o Sofitel Santa Clara. Nos hospedamos no hotel em um sábado e quando descemos a noite estava acontecendo um casamento na parte aberta ao redor da piscina. Que lugar lindo para celebrar um casamento. Fiquei apaixonada por este hotel.

Se você gostou deste conteúdo sobre Cartagena envie o link e compartilhe com quem também ama viajar pela America Latina. Desde já, agradeço a todos que acompanham o Viajando com História. E que venham muitas novas viagens pela frente!

http://www.cartagenadeindias.travel/?la=en

6 respostas

  1. Adriana, muito bom os seus comentários… Parabéns por mais este sucesso.
    Beijo, Maria Eunice Teixeira Blanco ( viagenssonhosepaixao)

  2. Super obrigada Maria Eunice, tao bom receber este feedback. Cada texto feito com muito carinho. Obrigada por voce acompanhar. E que venham muitas novas viagens! grande abraco.

  3. Obrigada Adri por esse post maravilhoso, repleto de dicas e comentários! Através deles pude sentir o astral da cidade!! Me ajudou demais a organizar meu roteiro!! Saúde minha Amiga para que voice continue a trilhar os cantinhos do mundo Dan do dicas para nós!! Beijocas

  4. Que bom que você gostou, vou acompanhar sua viagem por aqui. Cartagena é maravilhoso, com certeza você vai se apaixonar tambem! grande beijo

  5. Li seu post e realmente não errei em eleger Cartagena para uma viagem de três dias. Viu sozinha e escolhi me hospedar na cidade muralhada porquê o intuito dessa viagem e conhecer os pontos histórico e vc confirmou meu roteiro. Obrigada e sucesso em suas viagens. Te acompanho há bastante tempo e me encanta suas viagens e postagens. Bjs

  6. puxa, super obrigada, fiquei muito feliz com seu comentario por aqui! eu amei conhecer Cartagena! grande abraco

Deixe um comentário

Adriana Direne

Adriana Direne

Apaixonada por viajar e trazer muitas histórias pra contar

Booking.com