Guararema: Um roteiro e guia pela cidade. O que fazer, e principais atrações.

Resumo do Post

E lá fomos nós passarmos o dia em Guararema, uma cidade fofa e aconchegante com jeito de cidade do interior, muito bem cuidada, cheia de atrativos naturais que fica em torno de 80 km de São Paulo. Para quem gosta de ecoturismo, ou um passeio de maria fumaça com as crianças, ou caminhadas em parques, Guararema tem atrativos para todas as idades.

Eu achei a cidade com uma infraestrutura muito boa para o turismo, e que merece ser explorada tanto para um fim de semana, quanto para um bate volta de quem estiver por São Paulo. A cidade possui cerca de 25 mil habitantes e fica situada entre o alto do Tietê e o vale do paraíba.

Rotas para chegar: 

Saindo de São Paulo nossa rota foi pela rodovia dos trabalhadores e depois Carvalho Pinto. A entrada para Guararema é bem sinalizada e o trajeto de São Paulo é bem curto, em torno de 80km. Um bate volta de São Paulo é perfeito para conhecer Guararema. Mas se puder ficar um fim de semana ai é perfeito!

Lugares para conhecer: 

Recanto do Américo: Esta foi nossa 1ª parada. Este centro de lazer fica logo na entrada da cidade. Possui um estacionamento à direita da estrada. E aí é só parar e caminhar sem pressa por esta linda área revitalizada que vai beirando o rio Paraíba do Sul. Para quem gosta de explorar a natureza, o local ainda conta com arvorismo, pontes de madeiras sobre o rio para sentir o rio e estar pertinho da natureza.

O Recanto do Américo conta também com a árvore pau d’alho que é o cartão postal da cidade. A imponente árvore de 33 metros de altura é muito fotografada pelos turistas. O nome Guararema provém do tupi e significa Pau D ́Alho.

Paróquia São Benedito e Praça Principal: Alguns quilômetros à frente, chegamos na simpática praça principal da cidade. Daqueles lugares para caminhar sem pressa e sentir a vida no interior. 

Centro de Artesanato Dona Nenê: Um local bem no centrinho da cidade, muito organizado que oferece diversos tipos de artesanato feito pelos moradores da cidade. Eu não resisti às bijuterias feitas de crochê. Vale dar uma paradinha por lá.

Pontilhão: Talvez esta ponte de aço montada pelos ingleses em 1910 e que atravessa o rio Paraíba do Sul seja o grande cartão postal da cidade. Além de marcar a história da cidade, a ponte hoje virou aquele lugar instagramável que nenhum visitante resiste a uma foto.

E não só os visitantes que se encantam com o cenário; debutantes de 15 anos, noivos e gestantes também marcam ponto por lá para fazer seu `book` de fotografias.

Até 1970 esta estrada de ferro transportava pessoas e mercadorias. Hoje ela faz parte do patrimônio histórico ferroviário e é voltada para cargueiro de papel e celulose. As plantações de eucalipto que nos acompanham pelas estradas de Guararema são um capítulo à parte. Um presente da natureza para os visitantes.

Passeio de Maria Fumaça: Garanto que não só as crianças se divertem neste passeio de maria fumaça que sai de Guararema e vai até a estação Luis Carlos. A carinha de emoção dos adultos é igual. Em 1876 foi inaugurada a estação de ferro central do Brasil entre Mogi e Jacareí, e isso impulsionou a cidade que se desenvolveu rapidamente.

A locomotiva 353 que faz o passeio ficou conhecida como a `Velha Senhora` e é do início dos anos 1900. Ela foi toda restaurada e sai da estação de Guararema nos finais de semana e feriados em 2 horários: 10h retornando às 12h, e 14h30 retornando às 16h30.

O valor é de 70 reais na classe turística e no Caboose (uma área aberta na varanda do trem). O trajeto é de em torno de 7km e vai até a estação Luís Carlos que foi toda revitalizada e um charme para conhecer e explorar. No trajeto tem música, sanfoneiro, muito verde e diversão. E o site para mais informações é www.tremdeguararema.com.br

Estação Luis Carlos: Esta vila charmosa de 1914 e o ponto final do passeio de Maria Fumaça foi totalmente revitalizada e agora está dedicada ao turismo. São 20 casinhas coloridas e simpáticas ao redor da estação de trem com restaurantes, bares, artesanato, souvenir, uma igreja São Lourenço, e um pequeno museu.

Esta estação de trem icônica tem o nome do Doutor Luis Carlos da Fonseca que foi chefe da Ferrovia Central do Brasil, além de poeta e escritor. A estação foi construída em 1914 com o objetivo de escoar a produção de café para SP, Santos e Rio de Janeiro.

A vila é tão fofa que já foi cenário de diversos filmes brasileiros. Um lugar imperdível pertinho de São Paulo.

Parque da Pedra Montada: A visita ao parque foi absolutamente surpreendente. Uma curiosa e inesperada sobreposição de pedras que faz todos os visitantes se perguntarem como as pedras gigantes conseguem se equilibrar.

O parque lindo, florido, super bem cuidado foi construído em torno desta sobreposição de pedras e de outras 50. E é o 2º cartão postal da cidade, bem pertinho do centro, mas é importante estar de carro.

Ilha Grande: O parque da Ilha Grande foi totalmente reurbanizado com trilhas para caminhada, jardins, mirantes, playground e muita natureza. A diversão já começa na entrada do parque onde se pode comprar ração para peixe. Do alto da ponte, centenas de peixes se aglomeram para disputar uma comidinha. Uma diversão principalmente para as crianças. Este parque fica bem pertinho do centro de artesanato Dona Nenê. Ele é muito bem cuidado e imperdível.

Mirante do Gerbásio: Não podíamos ir embora de Guararema sem observar a cidade de seu principal mirante. Em 2018, o famoso morro do Gerbásio que sempre foi um ponto de contemplação dos moradores de Guararema, foi totalmente transformado em um ponto de observação da cidade. O local é amplo com kiosks, boa infraestrutura, estacionamento, fontes, letreiro que rende lindas fotos e terraços debruçados para a mata atlântica e para o centro da cidade. Este lindo mirante fica na Rua Inocêncio 335 no centro.

Lugares para Comer & Beber 

Casarão da Freguesia

Este restaurante foi indicado por uma querida amiga. Ele fica em uma estradinha de terra, bem curta saindo da estrada principal de Guararema bem no início da cidade. Imagina uma das casas mais antigas de Guararema com uma mangueira enorme que faz sombra para todas as mesinhas no jardim. Um almoço delicioso cercado de muita natureza, e com muita paz. Fomos almoçar lá em um sábado e tinha ainda música ao vivo. Foi perfeito.

A arquitetura da casa é do século XVII, as paredes são de taipa, cercada de muita natureza. Passaria um dia inteiro por lá.

História para conhecer

A história de desenvolvimento de Guararema esteve ligada à estrada de ferro. Em 1876 com a inauguração do trecho da estrada de ferro central do Brasil entre Mogi e Jacareí, a vila de Guararema estava na rota e se desenvolveu rapidamente. Em 1890 ela alcançou a categoria de município

Desde 2017 Guararema é considerada um município de interesse turístico. A beleza natural, o rio paraíba do sul, combinada com sua história tornam Guararema um lugar imperdível para uma visita. 

http://www.guararema.sp.gov.br/

Adriana Direne

Adriana Direne

Apaixonada por viajar e trazer muitas histórias pra contar

Booking.com