Lençóis Maranhenses: Roteiro de 4 dias

Resumo do Post

Conhecer Lençóis Maranhenses é ter a certeza, que a natureza nos deixou um presente único nesta região do Maranhão. A imensidão das dunas de areias, as lagoas que se alternam nas cores azul e esmeralda, as praias selvagens, e a vegetação do cerrado que cerca as dunas, são absolutamente sensacionais.

Fico me perguntando como demorei tanto tempo para conhecer Lençóis Maranhenses e depois destes 5 dias por lá em agosto de 2021, já estou morrendo de vontade de planejar uma nova aventura.

Digo aventura porque acho que este destino é daqueles que é necessário planejar, entender a dinâmica da região, se as lagoas vão estar cheias, onde ficar e tantos outros detalhes para deixar a viagem realmente inesquecível.

Abaixo conto minha experiência por lá e espero que de alguma maneira, ela possa ajudar no seu planejamento para conhecer este paraíso chamado Lençóis Maranhenses.

Dicas Práticas para uma viagem a Lençóis Maranhenses

Quando ir: Em um destino como Lençóis, escolher o mês da visita faz absolutamente toda a diferença, porque as lagoas não ficam cheias durante o ano inteiro. E particularmente, acho que o contraste entre as dunas e as lagoas é que faz este destino ser absolutamente fantástico. Então aprendi por lá que o período entre junho e agosto é a melhor época para visitar, em outras palavras, altíssima temporada.

Como contratar os passeios: Este, na minha opinião é um outro item fundamental para deixar a viagem perfeita. A dinâmica dos passeios em Lençóis é muito particular já que a maioria das trilhas são feitas parte em `estradas` de pura areia e parte no meio da vegetação.

Então não é possível entrar nos parques dirigindo seu próprio carro mesmo que seja um 4×4. Os motoristas das empresas de turismo são muito experientes e conhecem bem cada trilha. Como tudo em Lençóis Maranhenses gira em torno destes passeios, quando fechamos o hotel em Barreirinhas, recebemos no dia seguinte o cardápio com todas as opções de roteiros e passeios.

Achei muito prático. A cada manhã a ´jardineira´ vinha nos pegar no hotel logo pela manhã.

Passeios em grupo, visita guiadas ou tour exclusivo: Geralmente os passeios em Lençóis são feitos em grupos de 12 pessoas em carros 4×4 adaptados como jardineiras. Então para o viajante que não gosta do estilo excursão vai ter que ter um pouquinho de paciência ou então contratar um passeio exclusivo e pagar um dinheirinho extra!

A experiência que eu tive é que na maioria das vezes as pessoas foram bem pontuais, até porque cada minuto contava, eram muitas paradas, e todos estavam ansiosos para conhecer cada cantinho.

Além do motorista da jardineira, em todos os passeios que fiz, um guia nos acompanhou explicando cada roteiro. Este é outro ponto importante. Não é permitido entrar no Parque Nacional de Lençóis sem um guia, nem com um carro particular.

Acho que isso faz sentido, porque dado a imensidão do parque, a chance de ser perder por lá é bem grande, além de que não é simples dirigir na areia.

Internet: Esqueça dela enquanto você estiver dentro do parque, a internet só funciona quando voltamos para a cidade e mesmo assim falha bastante. Pensa por um lado que será um detox de internet, e realmente no meio daquela natureza sensacional, exuberante e maravilhosa, quem precisa de internet ne?

Que tipo de calçados usar nas dunas: Aqueles chinelinhos de dedos soltinhos no pé não são os ideais para andar nas dunas. Eu até levei, mas no 2º dia, ele já arrebentou, porque a cada passo, a gente leva quilos de areia junto, então o chinelinho de dedo não aguenta.

Nós levamos também aqueles sapatinhos fechados com solado emborrachado muito usado nas praias de pedrinha. Eu achei esta opção perfeita para subir e descer dunas, e entrar nos lagos. Uma opção também é andar descalço, a areia não é quente na maioria das dunas já que venta muito.

Comidinhas: Muitos passeios em Lençóis Maranhenses são de dia inteiro, e tem uma hora que a fome aperta. É interessante que depois que a jardineira passou em todos os hotéis e pegou todos os passageiros, a agência de turismo para em um mercadinho para que você possa comprar água, biscoitos, ou um lanchinho para enganar a fome até o horário do almoço.

Um outro ponto interessante, é que logo de manhã recebemos o cardápio do restaurante que iremos parar e já escolhemos a comida. Quando chegamos no restaurante, é tudo muito rápido e prático. Novamente cada minuto conta nestes passeios porque as distâncias são muito longas.

Óculos escuros e muita areia: Os carros são todos abertos e a gente vai ´comendo` areia pelas trilhas e estradas o dia todo. Então a dica aqui é não leve seus óculos mais caros ou mais novos, porque provavelmente eles voltarão arranhados. Por outro lado, eles são absolutamente essenciais para não entrar areia nos olhos

Alugar Carro ou ir de transfer de São Luís até Lençóis: No meu caso comparamos o preço de alugar um carro e reservar um transfer ida e volta para 2 pessoas. Avaliando o pacote como um todo e considerando que o carro nos deu muita liberdade para locomoção em Barreirinhas principalmente para sair a noite para jantar, preferimos ficar com um carro.

Mas é importante considerar que a estrada entre São Luís e Lençóis não é muito boa, tem muitos buracos, então se você quer evitar dor de cabeça, talvez o transfer seja uma boa opção. Uma informação importante é que alguns restaurantes sabendo que muitos viajantes não estão de carro pegam os clientes nos hotéis e levam `free` até os restaurantes.

O que levar durante os passeios: Vale lembrar que você vai ter que carregar uma bolsa ou mochila o dia todo. Na maioria dos passeios depois de 40 ou 50 minutos na jardineira, descemos e vamos andando de lagoa em lagoa, então a minha sugestão é levar o mínimo de peso possível.

Alguns itens essenciais são óculos escuros, protetor solar, boné ou chapeú, camiseta UV para se proteger do sol, dinheiro (em alguns lugares cartões de crédito não são aceitos), uma garrafa de água e um biscoitinho. E é isso! Leve o menos possível! 

Rotas para chegar:

Lençóis Maranhenses

Partimos de São Paulo em voo que fez escala em Brasília e seguiu para São Luís do Maranhão. O trajeto até Lençóis Maranhenses é em torno de 4 horas. Chegando em São Luís decidimos alugar um carro e seguir mais 250 km até Barreirinhas.

É importante compartilhar que a estrada para a cidade não é boa, tem muitos buracos, então para os viajantes que não querem enfrentar este tipo de estrada, talvez contratar um transfer de São Luís até os Lençóis seja a melhor opção.

No nosso caso, o preço do transfer era mais caro comparado ao carro alugado. E adicionalmente o carro iria nos dar liberdade de locomoção na cidade de Barreirinhas então esta foi nosso racional para escolher o aluguel de um carro.

Lugares para conhecer:

Lençóis Maranhenses

https://www.icmbio.gov.br/parnalencoismaranhenses/guia-do-visitante.html

Circuito Lagoa Azul e Lagoa do Peixe

Este foi nosso 1º passeio no 1º dia que chegamos em Lençóis Maranhenses. Eu confesso que fiquei assustada com o pula-pula no carro no meio de trilhas de areias, vegetação bem fechada, além de ter que atravessar pequenos lagos. Para mim, foi bem `roots` e a minha coluna gritou. No final do 1º dia eu estava destruída e pensando se ia aguentar os próximos dias.

Mas a verdade é que quando chegamos na lagoa azul, na lagoa esmeralda eu esqueci imediatamente o perrengue para chegar até aquele lugar mágico. Acho que nem nos meus melhores sonhos, podia imaginar um cenário tão incrível como o parque nacional dos lençóis.

Especificamente este passeio, após sair de Barreirinhas que era nossa base de hospedagem, atravessamos de balsa o rio Preguiças e seguimos em torno de 40 minutos pelo cerrado até chegar ao parque de Lençóis.

Uma vez no parque, descemos da Jardineira e caminhamos pela manhã entre as dunas percorrendo as lagoas e ficando em média 20 minutos em cada uma para mergulhar e aproveitar. Foi um passeio magnifico, puro encantamento!

O custo por pessoa deste passeio de meio dia foi em torno de 100 reais em agosto de 2021 e a duração média é de 4horas e meia.

Circuito Lagoa Bonita 

Este também é um passeio em Lençóis Maranhenses de meio dia, como o circuito da Lagoa Azul, porém ele geralmente é feito a tarde porque esperamos o pôr do sol, para se encantar com este espetáculo da natureza do alto das dunas da lagoa bonita.

A princípio, entendemos que iriamos voltar ao hotel do passeio da manhã, almoçar e a agência de turismo iria nos pegar para iniciar o passeio da tarde.

Mas a dinâmica foi bem melhor. Como o grupo, que tinha em torno de 12 pessoas iria fazer os 2 passeios – circuito lago azul e lago bonita, não voltamos p cidade de Barreirinhas, almoçamos em um lugar no meio do caminho, em um restaurante isolado, e seguimos para a lagoa Bonita em seguida.

Para chegar a Lagoa Bonita existe uma subida de mais ou menos 80 metros de extensão, traduzidos em 147 degraus para chegar no topo e em seguida é necessário caminhar mais uns 15 minutos até a lagoa. Nós preferimos passar o tempo todo na lagoa, ao invés de subir e descer outras dunas.

O cansaço bateu, e foi uma ótima decisão, Em torno da 18h voltamos para o ponto de encontro onde dezenas de pessoas estavam esperando também o espetáculo do pôr do sol. O custo do passeio foi também em torno de 100 reais, a duração do passeio é em torno de 4 horas, e foi absolutamente maravilhoso.

Um ponto interessante é que nas fotos enviadas pelo hotel para escolhermos os passeios, este circuito mostrava uma corda que cada visitante se apoiava para conseguir subir os 80 metros. A excelente surpresa é que a corda não existe mais e agora tem uma escadaria bem montada que facilita muito a chegada nas dunas.

Circuito Atins e Canto de Atins

Ao contrário dos passeios do 1º dia, o roteiro de Atins é de um período maior. Saímos as 8h30 e voltamos por volta das 18h. No nosso caso, como estávamos hospedados em Barreirinhas, o objetivo era passar o dia em Atins e conhecer as dunas e a junção do Rio Preguiças com o mar.

Porém para as pessoas que ficam hospedadas em Atins que é um povoado com menos infraestrutura do que Barreirinhas, aí este passeio é diferente.

O diferencial para mim sobre o passeio a Atins foi andar de carro por aquela imensidão de dunas branquinhas e se sentir em uma montanha russa natural. As lagoas são lindas, a trilha das dunas é fantástica, e ainda conseguimos atravessar o rio Preguiças para ver uma praia completamente selvagem.

Em relação ao povoado de Atins, eu achei bem rústico, com ruas de areia, e comunidades bem isoladas. É uma opinião bem pessoal, porque cada pessoa tem um gosto diferente. Mas Atins não seria minha opção de hospedagem. É muito isolado de tudo.

No passeio de Atins podemos conhecer os famosos restaurantes do Sr, Antônio e da Luiza e provar a receita de família do camarão grelhado com seus temperos.

O valor do passeio foi de 160 reais e a duração foi de 8horas.

Lancha Voadeira até Caburé

Este foi nosso 3º dia de passeio em Lençóis Maranhenses, e igualmente sensacional como os outros 2. A lancha mega veloz nos pegou no próprio deck do hotel, no rio Preguiças. E navegamos em torno de 30km ao longo do rio fazendo 3 paradas: na 1ª conhecemos os pequenos lençóis em Vassouras.

O lugar é bem bacana com uma infraestrutura rústica de bar e lojinha.  A 2ª parada é no povoado de Mandacaru que é uma vila de pescadores e a principal atração é o Farol das Preguiças.

Ele tem 35 metros de altura e 160 degraus para subir. A vista 360º é sensacional e vale cada degrau. Na  3ª parada visitamos a península de Caburé. Além do almoço, é possível andar de quadriciclo, tomar banho de mar e banho de rio, e ainda descansar nas redes dos restaurantes com o ventinho batendo no rosto.

O bacana deste passeio foi poder subir no Farol Preguiças que é da Marinha. Ele estava em reforma e foi reaberto justamente em agosto, nos dias que estávamos por lá. Já dentro da área do Farol é possível dar uma descansada na sombra, embaixo dos cajueiros majestosos que encontramos pelos jardins. O custo deste passeio foi em torno de 98 reais por pessoa.

Navegar no rio Preguiças é uma experiência muito bacana. A vegetação, as palmeiras, os manguezais, igarapés, os animais, as usinas eólicas com seus cataventos gigantes, tudo foi muito único e especial. Uma natureza majestosa que me lembrou um pouco as fotos que eu vejo da Amazônia.

Circuito Santo Amaro

O passeio a Santo Amaro talvez seja o mais longe saindo de Barreirinhas. São 95km no total, parte em estrada de asfalto (55km) e parte em trilha (40km) no meio da vegetação.

Nós acabamos não fazendo este circuito porque foram 3 dias intensos de muitos passeios, trilhas e lagoas. Mas conversando com hóspedes do nosso hotel, a opinião é que o passeio é maravilhoso conhecendo as lagoas da Gaivota, Andorinha e dunas sem fim.

O valor do passeio é em torno de 200 reais e dura o dia inteiro.

Passeio de Quadriciclo

É uma delícia andar de quadriciclo no meio das dunas ou mesmo nas praias com a areia bem batida. No nosso caso, o passeio foi rápido de ½ hora na praia de Caburé até a usina eólica e custo em torno de 80 reais.

Mas para quem quer um passeio mais completo e longo é possível fazer a trilha de Caburé passando por trilhas de areias e as dunas dos pequenos lençóis. O valor para o passeio completo saindo do hotel e focado nos quadriciclos é em torno de 380 reais.

Lugares para Comer & Beber – Dicas de Restaurantes

Barreirinhas

O lugar que mais concentra restaurantes em Barreirinhas é chamado de Beira Rio, e fica literalmente em frente ao rio Preguiças. Chegamos a noite e vimos todas as lanchas voadoras ancoradas na beira do rio e ao longo da avenida muitas mesinhas ao ar livre, e uma mistura de todos os tipos de música.

Eu vou ter que confessar que todas aquelas músicas competindo entre si me deixaram um pouco tonta. Era uma sexta feira a noite e o lugar estava bem cheio de turistas.

Como vários turistas chegam a Barreirinhas sem carro alugado, é muito comum os restaurantes oferecem o transporte aos clientes pegando e levando do hotel aos restaurantes.

Restaurante A Canoa

Conversando com as pessoas do hotel, entendi que este era um dos melhores restaurantes da cidade. Ele fica bem no meio do `Beira Rio`, estava bem cheio, mas não tivemos que esperar por uma mesa. São 2 andares e a maior parte da área é toda aberta. A especialidade é de frutos do mar. Experimentamos um prato de lagosta com camarão e estava muito bom!

Restaurante Gangue

Além do restaurante em Barreirinhas, existe uma filial dele também em Atins. Pelo que entendemos o Gangue é uma das melhores opções de restaurantes em Barreirinhas. E sua localização não é exatamente no `Beira Rio` mas bem perto. E sua especialidade é também de frutos do mar. O ambiente é agradável e tem música ao vivo.

Restaurante do Sr. Antônio e da Luzia

Estes são 2 restaurantes famosos que ficam próximos a Atins e tem suas receitas caseiras de camarão grelhado. Um fica ao lado do outro. No nosso caso experimentamos o do Sr. Antônio, ele estava bem cheio, porém foi bem prático já que tínhamos escolhido o prato logo de manhã com a nossa guia. Então chegamos no restaurante e já estava tudo pronto.

Dicas de Hoteis e Pousadas em Lençóis Maranhenses

O parque Nacional dos Lençóis Maranhenses tem praticamente 3 lugares com opções de hotéis e hospedagem para oferecer aos visitantes.

Barreirinhas: A cidade que é a mais procurada pelos viajantes, tem em torno de 50 mil habitantes, porém ainda assim tem uma infraestrutura bem básica e simples. São inúmeros hotéis e pousadas para todos os gostos e bolsos. Barreirinhas fica ao longo do rio Preguiças e muitas das pousadas tem seus próprios decks o que facilita a chegada dos barcos.

Esta foi nossa escolha para hospedagem, porém é importante ressaltar aqui que caso você não esteja de carro, o recomendado é escolher um hotel que fique bem no centrinho. No nosso caso o hotel que ficamos Vasto Horizonte era longe, mas isso não foi um problema porque alugamos um carro.

Atins:  Nós passamos um dia no povoado de Atins, e a percepção que eu tive foi exatamente o que havia lido. É um lugar muito rústico, com ruas de areia, menos infraestrutura comparado a Barreirinhas e com uma comunidade bem isolada.

Mas Atins tem pousadas charmosas que atraem viajantes que querem experimentar uma hospedagem mais tranquila, sem internet e cercada de muitas dunas e natureza. Atins não foi nossa escolha de hospedagem, mas eu adorei passar um dia por lá.

Santo Amaro: Das 3 opções para hospedagem em Lençóis Maranhenses, Santo Amaro talvez seja o mais isolado e com menos estrutura de hotéis e pousadas.

Nós não chegamos a conhecer, porém por todos os relatos que li, Santo Amaro é uma área mais isolada, mas por outro lado muito perto do parque de lençóis comparado por exemplo a Barreirinha, que para cada passeio é necessário dirigir pelo menos 40 ou 50 kms para chegar as dunas de Lençóis Maranhenses.

Mas uma vez, é uma escolha bem pessoal a questão da hospedagem.

Hotel Vasto Horizonte

Esta foi nossa escolha em Barreirinhas. A localização não era no centro, mas como estávamos de carro, isso não foi um problema. Em formato de chalés, cada quarto tinha uma rede bem agradável na varanda e os quartos eram bem arejados. O café da manhã era ótimo. Um hotel simples, mas muito bem cuidado e que atendeu ao que precisávamos.

Grand Lençóis Flat Residence

Conversando com o nosso guia, ele nos contou que este é o hotel mais completo em Barreirinhas, e realmente pelas fotos, o hotel tem carinha de um resort. Não tivemos a oportunidade de conhecê-lo, mas parece ser muito bacana.

Pousada do Porto

Esta é uma pousada bem perto do centrinho de Barreirinhas e que um dos viajantes que fez o passeio estava com a gente, estava hospedado. Eles escolheram a pousada pela localização já que estavam sem carro.

Hotel Pousada Paraiso das Águas

Esta é uma pousada que fica mais perto do rio Preguiças, me pareceu bem agradável. Fizemos uma parada nela para pegar viajantes que fizeram o circuito da lagoa azul conosco.

Se você gostou deste conteúdo sobre Lençóis Maranhenses, compartilha com quem também tem este destino em seus desejos de viagens! E muito obrigada por acompanhar o Viajando com História.

Adriana Direne

Adriana Direne

Apaixonada por viajar e trazer muitas histórias pra contar

Booking.com